Modelo Caórdico

 

“Não há a menor dúvida em minha mente que caórdicos nós somos, caórdicos nós vamos permanecer, caórdico o mundo é, e caórdicas as nossas instituições tem que se tornar. É o caminho da vida dês de o começo do tempo e o único caminho para um mundo sustentável nos séculos por vir, enquanto a vida continua a evoluir para uma sempre crescente complexidade.”
Dee Hock

 

O modelo caórdico é uma forma de entender sistemas, seja um ser vivo, a psique humana ou uma estrutura social (empresa, comunidade ou sociedade), e também como a variação ao longo do espectro do caos e da ordem influenciam os acontecimentos e os resultados. O caminho caórdico também representa uma inspiradora prática de liderança. O conceito foi criado por Dee Hock, fundador e primeiro CEO da Visa Internacional e foi o princípio por trás do crescimento da maior rede de cartões de crédito do mundo.

Modelo Caórdico

  • Chamos: O extremo do agressivo do caos, dominado pelo ambiente destrutivo e o desmantelamento das estruturas e da organização.
  • Caos: O espaço criativo da incerteza, onde acontecimentos espontâneos, o improviso e o imprevisível ocorrem. Excelente lugar para o surgimento do novo, porém a falta de pragmatismo impede que haja continuidade e concretização de ações e planos, tornando difícil a estabilidade de formas.
  • Ordem: O espaço regular da previsibilidade, onde os padrões se repetem. Ótimo para ações práticas, mas o excesso de rigidez pode podar a imaginação e impedir a fertilidade.
  • Controle: O extremo dominador da ordem, no qual a imposição forçada de conceitos e vontades pré-determinadas paralisa toda a inovação. O espaço mecanizado resultante sufoca a vida. O controle é o paradigma dominante na sociedade atual.

 

Também é importante entendermos as intersecções entre os diferentes espaços de organização:

  • Ordem-Controle: Essa intersecção é comum nos atuais sistemas sociais, com freqüente extrapolação para o controle . Em tempos de estabilidade, é um caminho seguro para se seguir, oferecendo previsibilidade e “mais do mesmo”. Ótima opção para se manter o status-quo, porém, na presença de incerteza e necessidade de inovação, o apego cego a esse caminho pode ser extremamente ineficiente e gerar frustração, paralisando a criação.
  • Caos-Ordem, o Caórdico: O princípio de organização fundamental da natureza e da evolução. Quando há caos e ordem simultaneamente, na medida certa, a auto-organização ocorre. Os sentimentos que encontramos no caminho caórdico freqüentemente são a ansiedade, o medo e a insegurança, tanto pessoalmente quanto em grupos. Quando reconhecemos estes sentimentos como nossos amigos (permitindo que continuemos nesse caminho) impressionantes e imprevisíveis resultados surgem espontaneamente internamente e na interação coletiva.  A alegria da descoberta e da criação é uma conseqüência natural quando temos a coragem de atravessar o caórdico.  A transição do controle para o caórdico é o movimento iminente da nossa cultura global atual.

 

Este modelo tem diversas aplicações, desde a compreensão de transformações pessoais, passando por processos de grupos, até mudanças organizacionais de larga escala. Com o aumento da complexidade das estruturas sociais para além da capacidade de compreensão individual e os desafios crescentes da nossa sociedades, é importante entender como nutrir o surgimento de sistemas vivos e orgânicos. Para entender um pouco melhor como aplicar esse modelo a criação ou transformação de organizações, veja os Passos Caórdicos.

 

Referências:
Dee Hock, The Birth of Chaordic Age (livro)
Chaordic Commons (http://www.chaordic.org/)